FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER!



DESEJO A TODAS VOCÊS, MULHERES MARAVILHOSAS, QUE LUTAM POR UMA VIDA MELHOR, QUE SÃO MÃES, ESPOSAS, NAMORADAS, DONAS DE CASA, PROFISSIONAIS, GUERREIRAS, E QUE SEMPRE LEVAM A VIDA COM UM SORRISO NO ROSTO, "APESAR" DE TODAS AS DIFICULDADES... NÓS MERECEMOS TODOS OS APLAUSOS NÃO APENAS HOJE, MAS TODOS OS DIAS POR TERMOS ESTA FORÇA TODA! ENTÃO, NESTE DIA, MINHAS BEIJOCAS ESTALADAS SÃO PARA VOCÊS, MULHERES DA MINHA VIDA!

Deixo aqui uma beijoca especial para a minha mãe, que está muito mal da coluna, a qual tive que levar hoje cedo ao hospital... portanto, espero que o dia dela seja um pouco melhor do que começou! :(

Deixo pra vocês uma poesia minha, entitulada simplesmente... MULHER

Mulher...
É sol, contagiando a todos com sua luz...
É terra, que germina a semente e floreia o mundo...
É calor que envolve e acalenta.
É lua, com suas fases...
É água, vital. É ar, essencial.

Mulher tem sutileza no carinho. Se doa em seus afagos.
Mulher é fogo. Vento. Tempestade.
Mulher é perseverança. Coragem. Fé.
Mulher é ninho de esperança.
Mulher é sensibilidade.
Mulher, autora da criação.

Seu colo é paz.
Seu abraço é harmonia.
Seu olhar, compreensão.
Alma transpira encantamento.

Para compreender uma mulher é preciso olhar atento a notar as nuances do seu humor, as novidades de seu exterior, o seu olhar sonhador.
Ouvir nas entrelinhas, descobrir suas deixas, acariciar suas madeixas e ceder a seus encantos...
Compreender a mudança no tom.
Querer no abraço o acolhimento do ser.
Responder no beijo o questionamento do amor.
Saber somar no coração e compreender a dor.

Mulher é mistério.
É carinho.
É remédio aos males do coração.

Uma mulher quer ser amada. Protegida. Almejada.
Uma mulher nunca desiste dos seus sonhos. Luta por seus ideais.
Uma mulher quer mais que sexo, carinho, atenção. Quer ser o centro. O principal. O essencial.
Uma mulher sonha, e no sonho sabe que é especial. Arrebatadora. Fatal.

Maior que todos os mistérios, é o mistério de saber ser
Mulher...

Caroline Schneider

Publicado no Recanto das Letras em 14/03/2006
Código do texto: T122982

Share:

14 comments